sexta-feira, 25 de maio de 2012

Declaração de Amor à Minha Avó!!!


Poema de Avó.. A minha!!

Almeri... Avó, Mãe, Amiga, Conselheira... A minha Guerreira...
Não necessariamente nesta ordem, mas com todos esses significados.
Alguém que ultrapassa seus próprios limites para me entender... Alguém que deixa de lado suas convicções para me aceitar... Alguém que abre mão da minha companhia só para me ver feliz... E não mede esforços para me fazer feliz...
Basta um olhar, ela entra no meu coração desvenda todas as minhas angustias e aflições.. E é com esse mesmo olhar que me cura...
Quando começo a lembrar de tudo que vivi ao seu lado, e quanto a senhora deu da sua vida por mim, começo também a avaliar o quanto ter a sua companhia, os seus ensinamentos, o seu carinho e dedicação mudaram e regraram a minha vida!
Os dias vão passando, e me pego pensando quanto tempo tenho, e por não saber quanto tempo ainda terei desta mulher em minha vida, entendo que é AMANDO, que os dias se tornam mais leves...
Quero poder ouvir suas histórias por dez, vinte, trinta vezes, mesmo sabendo-as décor, afinal hoje até comento os detalhes que sua memória já não recorda mais...
As horas de conversa gravam sua voz dentro da minha alma e do meu coração, para que o dia que eu já não tiver diante de mim, possa lembrar e reviver a sua obra todos os dias...
Falando em Alma, e por acreditar que não acabamos aqui, tenho certeza que nosso amor é de vidas passadas, e se Deus nos permitir muitas outras futuras...
Conselheira: Que ouve as minhas lamentações e confissões e sempre me orienta no caminho certo, da verdade, respeito ao próximo, com tudo que há dentro desse coração DO BEM!
Amiga: Que sorri com as minhas mais loucas histórias, embarca nas minhas loucas viagens e que também chora ao me ver chorar...
Mãe: Que zela pela minha felicidade, se estou me alimentando direito, dormindo bem, se estou bebendo demais, se já parei de fumar, e dá aquelas receitinhas para melhorar o corpo e que me coloca em suas orações todos os dias...
Avó: Que faz aquele chamego, aquela comidinha gostosa, um agrado, o lugar ao seu lado na cama toda vez que retorno para casa, e finalmente aquele colo, que só ela tem, que me pega em silêncio e me devolve a paz sem ao menos uma palavra ter dito...
São 76 anos de história, de experiência que ao longo de meus 27 anos tive o privilégio de compartilhar.
Me fez quem sou hoje, com valores dos mais admiráveis que se pode encontrar em alguém, e todas as vezes que o mundo me julga retorno à ela, e suas sabias palavras, essas de alguém que me conhece verdadeiramente ... me basta!
Hoje à 1000km de distancia, uma saudade que já não cabe no coração, que muitas noites dói, mas que amor renova todas as manhãs... e com a certeza, sem medo de ser injusta com todos que passaram na minha vida, ela é a pessoa que mais deixou marcas em meu coração, ela é a dona Almeri, a senhora da minha vida, minha Avó!
Daysi Dias

2 comentários:

  1. Hoje perdi minha avó...e lendo seu poema parece estar vendo minha História ao lado da minha avó!

    E me confortou,por saber que nunca medi esforços para estar ao lado dela e aproveitar cada minuto cada história e muitas eu participei....

    ResponderExcluir
  2. emocionante essa declaração!!!! linda msmo..

    ResponderExcluir